cães

Transporte de animais: pets podem andar no metrô ou no ônibus?

Em geral, falar que uma cidade é pet friendly significa que cães e gatos são aceitos em vários estabelecimentos. Mas a questão vai muito além disso. Para ser ter o título, ela precisa levar em conta questões como o transporte de animais em ônibus e metrôs.

Afinal, o que fazer quando é preciso levar o animal ao veterinário, mas o tutor não tem carro ou recursos para pagar um serviço para fazer o trajeto com o peludo? Felizmente, desde 2015, algumas cidades, incluindo São Paulo e Rio de Janeiro, liberaram a entrada de animais em ônibus urbanos.

A iniciativa tem se expandido para outros municípios e diversos tipos de transporte, como o metrô. Veja algumas cidades que permitem o transporte de animais nos ônibus e no metrô, saiba como fazer o transporte de animais em segurança e conheça as regras!

Viajar com cachorro de ônibus urbano: uma vitória para pets e tutores

Imagine a situação: existe determinado parque com várias atrações para cachorros e você quer levar o seu! Só tem um porém: o parque fica do outro lado da cidade, você não tem carro e a grana anda curta para pagar um táxi. E agora?

Dependendo de onde você mora, a boa notícia é que você pode pegar um ônibus urbano com seu cão ou gato de estimação. Isso porque, desde 2015, diversas capitais passaram a permitir o transporte de animais em coletivos municipais.

Algumas das cidades em que o transporte de animais é permitido no transporte público são:

  • São Paulo;
  • Rio de Janeiro;
  • Curitiba;
  • Belo Horizonte;
  • Porto Alegre;
  • Salvador;
  • Recife;
  • Florianópolis.

Mais do que um capricho, a medida representa uma vitória em termos de inclusão. Afinal, garantir o acesso de mais gente à cidade é sempre algo positivo. Além disso, antes das mudanças nas leis, era mais difícil para pessoas com dificuldades financeiras levar o pet para atendimento em clínicas e hospitais veterinários públicos. Ou seja: também é uma grande vitória para melhorar a qualidade de vida dos peludos!

O transporte agora é permitido nos trens, metrôs e ônibus intermunicipais de SP

Outra conquista para animais e seus tutores veio em em janeiro de 2019, quando o governo de São Paulo liberou o transporte de cães e gatos também nos trens do metrô e da CPTM, além dos ônibus intermunicipais da EMTU.

Ficou ainda mais fácil, rápido e acessível, para quem mora na capital paulista, levar o companheiro de quatro patas até um restaurante, ir a determinada clínica veterinária e outros locais.

Mas atenção! Tanto nos ônibus quanto no metrô, é preciso conhecer e seguir direitinho as regras para evitar surpresas. Além disso, é claro, você deve escolher a caixa de transporte ideal para o seu pet.

Como transportar cachorro em ônibus e metrô

Antes de levar o pet com você no próximo passeio, saiba que esse tipo de transporte tem limitações. Apesar de parecerem burocráticas, elas garantem o conforto e a segurança não só dos outros usuários, como também dos próprios animais.

Sendo assim, é importante respeitar as regras de como transportar cachorro em metrô e ônibus. Até porque, ao descumpri-las, você corre o risco de ser impedido de entrar no transporte público.

Regras para transporte de cães em metrô e ônibus

Conheça, abaixo, as regras para transporte de cães em metrô e ônibus pela legislação na cidade de São Paulo:

  • Só é permitido o transporte de animais com peso de até 10 kg;
  • É obrigatório carregar o pet em uma caixa de transporte feita de material rígido e em boas condições, inclusive de higiene;
  • O transporte de animais só pode ser realizado fora dos horários de pico: antes das 6h, entre 10h e 16h e depois das 19h. No metrô, é aberta uma exceção em caso de procedimentos cirúrgicos agendados. Nessas condições, é obrigatória a apresentação de um documento assinado por um veterinário;
  • O pet não deve comprometer a segurança e o conforto dos demais ocupantes do veículo em decorrência de agressividade ou condições de saúde;
  • Quando solicitado, o tutor deverá apresentar a carteirinha de vacinação, atestando a imunização do pet contra doenças como a raiva,
  • Caso o pet ocupe um assento, o tutor poderá ser cobrado no valor de uma passagem extra pelo trajeto.

Fonte: www.petz.com.br/blog/pets/caes/transporte-de-animais-onibus-metro

Deixe seu comentário...

%d blogueiros gostam disto: