curiosidades

Locomoção do Lagarto

Uma das informações básicas sobre os lagartos é que eles são répteis, mas o que poucas pessoas podem imaginar é que esta definição está relacionada as suas formas de locomoção.

A palavra réptil deriva do verbo reptar, que pouco conhecido, significa se rastejar ou se arrastar e esta é uma das formas sob as quais as mais de três mil espécies de lagartos, entre iguanas e camaleões se locomovem. Os lagartos certamente são os répteis mais diversificados em seus portes, cores e características gerais, como também na forma de se locomover.

A maioria das espécies têm quatro pernas e correm sobre todas elas ou sobre as duas traseiras com o corpo levantado, já outras espécies que mais se diferenciam da maioria, não têm pernas, desta forma, se parecem muito com as também répteis, cobras, se locomovendo de modo a rastejar através de contração muscular podendo chegar a ser até confundidas com as mesmas.

Neste caso o que diferencia as espécies os dois são as pálpebras, as orelhas e as caudas geralmente longas que tais lagartos possuem e as espécies de cobras não. Curiosamente algumas espécies de lagartos não conseguem respirar e se locomover ao mesmo tempo, desta forma reservam fôlego e vão soltando durante tal atividade.

Locomoção Do Lagarto: Os Répteis Mais Diversificados

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=mYdt5-ZATS8?feature=oembed&w=618&h=348]

Enquanto os mamíferos possuem pelos ou as aves possuem penas, os lagartos possuem escamas, lisas ou rugosas de cores mais puxadas para o marrom, para o verde ou para o cinza. Algumas espécies têm chifres, espinhos ou pregas que os permitem planar sobre árvores quando abertas ou placas ósseas em volta do pescoço, que instintivamente levanta quando se sente ameaçado ou quando pretende amedrontar e consequentemente se proteger de outros animais. Um exemplo de espécie neste caso seria o lagarto de gola, com seu nome já muito sugestivo. Algumas espécies têm a habilidade de mudança de cor da pele com vários objetivos diferentes, como atrair o sexo oposto para o acasalamento e reprodução, quando se sente ameaçado e consequentemente como forma de assustar e se defender de outro animal, para a comunicação entre outros lagartos ou para a adaptação a temperaturas e a luzes diferentes.

Comportamento Do Lagarto

Ainda sobre a sua forma de reprodução, a maioria botam diferentes números de ovos, como um ou muitos, em que enterram na terra ou escondem entre folhas. Algumas mães após a postura protegem os ovos até a eclosão, já a maioria abandonam os ovos e deixam se desenvolverem por si só.

Outra forma de reprodução é o desenvolvimento do ovo dentro do corpo da mãe. Dentre as suas formas de defesa diante de outros animais para a sua sobrevivência, a maioria prefere fugir correndo a enfrentar, mas quando escolhem enfrentar inflam seu peito e ficam em pé, para parecerem mais amedrontadores.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Xsi6rOui96M?feature=oembed&w=618&h=464]

Muito curiosamente alguns têm a incrível capacidade de se desprender de sua cauda que fica em movimento, distraindo o outro animal enquanto foge, geralmente acabam por desenvolver outra cauda naturalmente, como uma espécie de mutação. Todos os répteis, como as cobras, os jacarés e as tartarugas além dos lagartos, precisam da temperatura do ambiente externo para regular a temperatura do corpo, ou seja, temperatura interna. Por possuírem sangue frio, não a toa, habitam regiões tropicais e subtropicais. No caso dos lagartos estes habitats são tropicais, úmidos ou desertos secos, nestes ambientes adentram debaixo da terra, ficam sobre a terra, em árvores, em plantações ou passam parte do seu tempo em águas.

Para quem já se deparou com uma lagartixa em casa, uma das espécies de lagartos, talvez tenha percebido que o seu comportamento é noturno, enquanto descansam durante o dia, mas a maioria das outras espécies são diurnas e descansam comumente durante a noite. Passam grande parte do tempo atrás do seu alimento, em que a maioria se alimenta somente de insetos, e o retiram quando adentram debaixo da terra ou somente esperam chegar até eles para caçarem, ou, uma outra alimentação composta de sementes e plantas.

Os Lagartos Venenosos

Alguns lagartos como o monstro de gila, o lagarto de contas ou o dragão de komodo são os que tem a alimentação mais inesperada, são as espécies de lagartos venenosos e como tal liberam o seu veneno em outros animais através de sua mordida com seus dentes afiados e os consomem como alimento após a sua morte.

Com sua mordida e maxilar fortes despedaçam e comem toda a sua presa que é proporcional ao seu porte, o dragão de komodo chega a predar outros lagartos da sua mesma espécie e seus ovos também, macacos, javalis, cavalos ou cabras, já o monstro de gila prefere roedores no geral, aves e outras espécies de lagartos e seus ovos, enquanto o lagarto de contas tem preferência por ovos de animais em geral. Curiosamente os venenos destas três espécies de lagartos são estudados para tratamentos medicinais, como o Alzheimer e o diabetes.

Dentre estas espécies, o dragão de komodo é o que mais se diferencia e sua alimentação também se dá a base de carniça, como restos de animais mortos encontrados na natureza. Uma mordida de um destes lagartos em humanos também pode chegar a morte, inclusive há registros de tal acontecimento. Além da morte, o local da mordida pode necrosar se não tiver atendimento especializado a tempo, ao contrário, tratamentos podem salvar a vítima. O último a ser citado é o maior de todos eles, podendo chegar aos incríveis três metros de comprimento, mas seu porte como já citado se diversifica muito. Em comparação oposta temos as conhecidas lagartixas, não chegando aos cinco centímetros de comprimento.

Por que Tantos Correm Risco De Extinção?

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Hr6gRLa68Vc?feature=oembed&w=618&h=348]

Algumas espécies de lagartos estão ameaçadas de extinção devido a ações humanas como o desmatamento do seu habitat e a caça, para o consumo de sua carne, no caso das espécies maiores, ou para a sua criação, como é cultural com algumas espécies em muitos países e escolhido por algumas pessoas como animais de estimação. Como exemplo da sua quase extinção devido a ações humanas diante da natureza temos o dragão de komodo que atualmente é protegido por legislação. Por outro lado, os lagartos têm papel muito importante já que se alimentam de insetos considerados pragas por nós especialmente em plantações.

Fonte: portaldosanimais.com.br/curiosidades/locomocao-do-lagarto

Deixe seu comentário...

%d blogueiros gostam disto: