cães

Você sabe usar escova e pasta de dente para cachorro?

Independentemente da idade do pet, o fato é que os cachorros dependem dos dentes para muitas atividades: desde mastigar até roer ossinhos para aliviar o estresse. Sendo assim, nada mais justo do que cuidar bem deles, o que é possível com a ajuda de escova e pasta de dente para cachorro.

O curioso é que quando filhotes, os cães têm, em média, 28 dentes de leite. A partir dos 3 meses de idade, esses dentes começam a cair, sendo substituídos por cerca de 42 dentes permanentes.
Além de causar problemas desagradáveis, como o mau-hálito, a falta de higiene bucal também pode colocar em risco a saúde do seu filho de quatro patas e é precisar saber como evitar e tratar complicações nos dentes dos cães.

Lembre-se que as limpezas são feitas sob anestesia geral e, nesse aspecto, têm o mesmo risco de uma cirurgia. Vamos aprender como garantir a saúde bucal do pet no dia a dia?

Higiene bucal canina: por que ela é tão importante

Quem já conviveu com um filhote deve se lembrar que, quando pequenos, os cães dificilmente têm mau-hálito. Porém, conforme vão crescendo, o cheirinho das lambidas tende a ficar cada vez mais desagradável.Isso ocorre porque, assim como acontece conosco, os espaços entre os dentes dos cachorros possibilitam o acúmulo de restos de alimentos, o que leva à formação da placa bacteriana.Muito mais do que uma questão de controlar “odores”, evitar que a placa se forme com tanta frequência é uma medida preventiva contra doenças. “A longo prazo, ela pode acarretar, por exemplo, infecções cardíacas e renais”, diz a Dra. Carolina Pozzebom, médica veterinária da Petz. “Como as bactérias vão para a corrente sanguínea, podem afetar esses e outros órgãos importantes”, completa. Por isso, é fundamental aprender a escovar os dentes do cachorro sem estresse.

Como usar escova e pasta de dente para cachorro

Uma vez que a placa bacteriana está formada, a única forma de removê-la de maneira eficaz é por meio da limpeza de tártaro, sob anestesia geral.Daí a importância de escovar os dentes do pet, para evitar a formação do tártaro e aumentar o intervalo entre um procedimento e outro. Abaixo, a veterinária dá algumas dicas de como driblar cachorro que não gosta de escovar os dentes:

Acostume o pet com a escovação desde filhote

Quando ele ainda tem dentes de leite. Isso facilitará o processo no futuro. Para a escovação, escolha sempre um momento em que o pet estiver tranquilo e relaxado. Faça carinho no cachorro e procure fazer do cuidado um momento prazeroso.

Comece usando a dedeira

Com cães que ainda não estão acostumados à escovação. Depois, mude para escova de cerdas específica para cães e gatos. Utilize somente pastas de uso veterinário. Pastas desenvolvidas para humanos podem irritar a boca do cachorro e causar problemas gastrintestinais.

Dê atenção especial à parte externa dos dentes

O acúmulo de tártaro costuma ser maior nesta região. Além de evitar que as bactérias afetem outros órgãos, seguir as dicas também é importante. Assim, é possível afastar problemas a curto prazo, como gengivites, estomatites e dores na cavidade oral.

Escovação ao menos uma vez ao dia

Segundo a veterinária, o ideal é fazer a escovação com pasta de dente ao menos uma vez por dia. Utilize uma escova para cachorro de cerdas macias.

Conheça outros produtos de higiene bucal canina

Na bucal, nada substitui a escovação diária, com uso de escova e pasta de dente para cachorro específicas. No entanto, visando o bem-estar do animal, assim como o alívio de sintomas, é possível contar também com outros produtos. Veja como funcionam:

  • Solução de higiene bucal: adicionada à água normal de consumo do pet, ajuda no controle e na diminuição do mau-hálito;
  • Spray antisséptico: previne e auxilia no tratamento de infecções na boca e na gengiva e ajuda a combater o mau-hálito canino;
  • PlaqueOff: feito para ser colocado na comida, este pó previne o acúmulo da placa, à medida em que dificulta que os alimentos grudem nos dentes;
  • Petiscos antitártaro: ajudam a prevenir a formação de tártaro por meio de ação mecânica, devido a seu atrito com os dentes. Alguns ainda contribuem para a diminuição do mau-hálito,
  • Brinquedos antitártaro: assim como os petiscos, retardam a formação da placa graças ao atrito com os dentes, que remove os alimentos acumulados.

Vale reforçar que os métodos citados acima são apenas complementares, devendo ser utilizados junto a escovação diária. Para manter a saúde bucal do seu amigo em ordem, não deixe de levá-lo para um check-up no veterinário ao menos uma vez por ano. Ele poderá informar sobre a necessidade de uma limpeza. Submeter o pet à anestesia da limpeza dependerá muito do paciente, da necessidade, da qualidade de vida, da realização de exames adequados e, principalmente, da opinião de um odontologista veterinário”, diz a Dra. Carolina.

Fonte: www.petz.com.br/blog/bem-estar/escova-e-pasta-de-dente-para-cachorro

Deixe seu comentário...

%d blogueiros gostam disto: